Como me conhecer melhor: dicas infalíveis que podem mudar sua vida

Conhece a ti mesmo. Esta frase, atribuída a Sócrates, é um convite ao autoconhecimento verdadeiro. Alguma vez você já se sentiu incomodado por não se conhecer de forma suficiente? Por meio deste texto, quero te ajudar a avaliar suas necessidades, desejos e as coisas que o impulsionam – para que você possa saber como se conhecer melhor.

Ao longo da nossa vida, enfrentamos muitos momentos em que nos sentimos um pouco perdidos. Não tenha preocupação quanto a isso: é normal!

Essa sensação de não saber para onde vamos, pode acontecer em momentos específicos e marcantes de nossa vida, como por exemplo, em momentos que exige que tomemos alguma decisão importante.

Das poucas certezas que temos em nossa vida, “conhecer a si mesmo” não é das tarefas mais fáceis. Porém, no caminho da vida sabemos que vale a pena correr atrás do autoconhecimento.

Certa vez, li uma frase que marcou muito minha vida, e que pode te ajudar também a insistir na tarefa do autoconhecimento:

“Sua autoconsciência permitirá que você entenda suas habilidades, pontos fortes, fraquezas, seus gostos e desgostos, seus limites, gatilhos e valores – e o ajudará a mostrar-se com mais confiança e autenticidade, apoiando-o para se tornar uma pessoa que você curta, ame e aproveite.” (Ayesha Giselle)

Desta forma, conhecer a si mesmo resume na possibilidade de compreender quais são seus limites, possibilidades e maiores motivações da vida. Ao explorar todas essas variáveis, você estará pronto para enfrentar qualquer dificuldade e ter a segurança para viver uma vida plena.

1 – Reflita: quem é você de verdade? 

Primeiro, pense em suas qualidades. O que define seu caráter? Você é gentil, ambicioso, engraçado, confiante, tímido, generoso, animado, intuitivo?

Por isso, tente resumir você em apenas uma dessas palavras acima. Pode parecer um grande desafio resumir-se em apenas uma expressão, mas chegar lá o ajudará a descobrir uma qualidade-chave que você é capaz de identificar em si mesmo.

Se você acha o desafio difícil, seja porque você pode pensar em muitas coisas, ou porque acha difícil decidir qual, reflita sobre o porquê disso.

Você pode ter dificuldade em se concentrar ou talvez não tenha parado para pensar sobre suas características dessa maneira. Qualquer que seja a sua conclusão, reconheça o processo e avalie o que ele pode lhe ensinar.

2 Quais são seus objetivos de vida? 

Uma meta de qualquer tipo, seja grande ou pequena, pode ajudar a definir nosso foco. E para me conhecer melhor, eu preciso pensar onde quero chegar na minha vida. Você também precisa fazer esse exercício.

Da mesma forma, talvez seja difícil pensar no seu objetivo maior de vida. Mas é possível pensar por etapas. Na próxima semana, há algo que você gostaria de alcançar? Talvez seja para passar uma noite dedicada ao seu lazer preferido ou para terminar de ler seu livro.

Em um mês, você pode querer aprender uma nova habilidade ou passar algum tempo com alguém especial para você. E então, em um ano, talvez você queira estar em oucomo me conhecer melhortro lugar em sua carreira profissional ou finalmente fazer aquela viagem que você nunca realizou. Deu para perceber o quanto seus desejos dizem sobre você mesmo?

Nossos objetivos são pessoais para nós e, com frequência, existem apenas no abstrato. Reserve algum tempo para anotar o que deseja alcançar e, em seguida, dê uma olhada no que você descobriu, para ver o que isso pode lhe dizer sobre o que você precisa priorizar e o que pode estar impedindo você de avançar na direção dessas metas.

3 – Descubra de fato o que você gosta e realmente tem prazer em fazer

Ter pensando nos seus objetivos de vida pode ter sido uma tarefa penosa. Por isso é importante separar um tempo em sua rotina para experimentar coisas diferentes e descobrir do que você gosta.

O que me impressionou depois de deixar Cambridge foi que eu não tinha ideia do que realmente gostava de fazer. Se alguém tivesse me perguntado isso quando eu estava na escola, eu teria cuspido coisas que me fariam soar como um aluno modelo, como fazer parte da equipe de debate ou falar em público.

Claro, você pode gostar de fazer essas coisas, mas no meu caso eu estava apenas dizendo o que acho que as pessoas gostariam de ouvir.

Desde que percebi isso, tentei aulas de arte, diferentes formas de exercício, culinária, um clube de cinema, voluntariado no exterior, escrita criativa, e ainda estou experimentando coisas novas. Isso me deu uma visão maior do que a verdadeira Jade realmente gosta, e eu me diverti muito ao longo do caminho.

4 – Entenda seus pontos fortes

A tarefa do autoconhecimento passa pelo reconhecimento das suas habilidades e motivações que movimentam seus interesses. Por isso, saber seu ponto forte e descobrir aquilo que você é realmente bom, fará com clareza que você entenda mais sobre você mesmo.

Quando você usa seus pontos fortes mais motivado no seu dia-a-dia. Você descobre que está fluindo, está no seu melhor, cumprindo realmente com sua vocação neste mundo.

Por outro lado, existem determinadas atividades ou tarefas da sua vida que drenam sua energia e faz com que você perca o seu foco. São atividades e tarefas que drenam sua vontade e que você tende a não fazer da melhor maneira, deixando para o último minuto para fazer ou até esquecer de fazer.

Se você se pergunta: “como me conhecer melhor”? Então, saiba tudo aquilo que te move de verdade e aquilo que suga suas energias e te puxa para trás. Explore o que o energiza e o que te esgota, dando sempre preferência para aquilo que te faz viver melhor.

5 – Cuide de sua espiritualidade

Como seres humanos, somos corpo, alma e espírito. Na luta diária do autoconhecimento, também precisamos explorar e refletir sobre a nossa espiritualidade. Você tem alguma crença no transcendente? Se sim, explorar sua espiritualidade pode revelar o melhor de você mesmo.

No geral, nossa parte espiritual se conecta diretamente com o mais profundo do nosso ser. Por isso, a oração, o desenvolvimento da fé e a busca por Deus podem te ajudar a se conhecer melhor.

Portanto, em suas reflexões sobre autoconhecimento, entender sua vida na dimensão espiritual é essencial para responder questões mais profundas e existenciais. Para onde vamos? Qual nossa missão neste mundo?

Ao responder essas questões, você estará ainda mais apto para, de fato, se conhecer melhor. E assim, viver a vida em sua plenitude, gastando tempo naquilo que realmente interessa!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

COMPARTILHE!