A Parábola do Semeador: explicação e uma breve reflexão

A parábola do semeador está presente em Mateus, Marcos e Lucas. Essa é uma passagem que é cheia de recados para nós e que pode nos ajudar a compreender cada vez mais as palavras de Jesus.

Neste artigo, te mostraremos um pouco mais sobre essa parábola, a sua importância e algumas reflexões.

Parábola do Semeador em uma breve explicação

Essa parábola foi dita por Jesus para uma grande multidão que o ouviu diante do mar.

A história contava sobre um fazendeiro que jogava as suas sementes indiscriminadamente.

Veja também: A Viúva de Naim: 3 lições valiosas dessa história

parabola do semeador resumo

Algumas caíam em solo que era fértil, outras em solos inférteis. Ou seja, jogava em estradas, lugares rochosos, na terra, na terra seca e onde mais pudesse.

Quando a semente caia no solo propício, acabava se transformando em uma planta e se reproduzindo.

A história contada em forma de parábola tinha o intuito não somente de entreter aqueles que escutavam a Jesus. Mas principalmente de passar uma lição e uma mensagem.

Neste caso, ela é possível de algumas interpretações e reflexões, que veremos a seguir.

Vale lembrar ainda que as parábolas não foram usadas por Jesus somente neste momento, mas ela era um meio eficiente que ele encontrou de transmitir a palavra de Deus de outra maneira e assim conseguir atingir e “semear” para uma maior quantidade de pessoas.

Confira também: Gideão e os 300: uma história cheia de significados

Reflexão sobre a parábola do semeador nos dias de hoje

Nos dias de hoje, podemos compreender que nesta parábola o próprio semeador pode ser Jesus Cristo. Pois é ele quem espalha a palavra de Deus e faz com que se espalhe a fé.

A mesmo tempo em que ele professou a palavra para todas as pessoas que o ouviram, elas se tornaram planas em solo fértil e dali foram espalhando os seus ensinamentos.

Dessa maneira, podemos compreender que foram eles mesmo que espalharam ainda mais a sua palavra. Obviamente que nem todos podem ter esse interesse, e não passam de solo infértil e acabam por não dar ouvidos a palavra. Tornam-se apenas um solo que só rebate a semente e nada ali brota.

Saiba mais sobre: Todo joelho se dobrará: uma reflexão sobre esse versículo

Entretanto, nós também podemos ser semeadores. Podemos transmitir a palavra todas as vezes que tivermos oportunidade para assim atingirmos um maior número de pessoas e fazer com que elas também sejam tocadas pela palavra do Senhor.

Dessa maneira, procedemos tanto como o semeador, como também as plantas. Essa é uma maneira de criar um lindo campo de pessoas fiéis e tementes a Deus.

Veja um outro ponto de vista nesse vídeo que faz uma reflexão sobre a Parábola do Semeador:

Conclusão e Moral da Parábola do Semeador

Podemos concluir que a palavra de Deus irá tocar todos aqueles que estão disponíveis. Assim como os solos férteis, também precisamos estar abertos para recebermos os ensinamentos de Deus e transmiti-los para outras pessoas.

Veja ainda: Todas as coisas cooperam para o bem: breve explicação

Esse também é um gesto de alguém que é fiel. Ser um semeador é atingir outras pessoas com as palavras do Senhor.

Somente aquele que não quer ser tocado por essas palavras que será o solo infértil. Esse tipo de pessoas está condenada a nunca ter uma vida de fartura e fertilidade, como são os bosques cheios de flores.

Mas sim, sempre estarão procurando uma culpa pelos seus próprios atos e vivendo sem um norte e até mesmo desafiando Deus.

Portanto, essa parábola, que parece um simples conto, na verdade pode nos trazer muitas lições de como devemos ter uma conduta de fiel e sempre seguir as palavras do Senhor.

Confira mais: 3 Lições importantes sobre a mulher do fluxo de sangue