Gideão e os 300: uma história cheia de significados

Gideão também é conhecido pelo nome de Jerub-Baal. Na Bíblia, ele é descrito como um juiz. Sua passagem está em Juízes, nos capítulos 6 e 8.

Aqui iremos te apresentar a sua história e quais lições podem aprender com este acontecimento.

Quem foi Gideão na bíblia?

O Gideão, na Bíblia, pertencia aos Manassés e foi o responsável pela libertação de Israel dos midianitas. Estes, segundo o Antigo Testamento, eram filhos de Abraão e sua segunda esposa, Quetura.

Enquanto ele trabalhava com o trigo, o Anjo do Senhor apareceu para ele com a missão de libertar o povo de Israel. Entretanto, nem mesmo Gideão acreditou que seria capaz de tal feito, visto que, era uma homem simples, camponês, sem força alguma.

gideão na biblia

No decorrer deste artigo, te mostraremos como isso foi possível e como a graça do Senhor foi atendida.

Leia mais: Resumo da História de Jó para crianças

Quem eram os midianitas?

Os midianitas formavam um povo que acabou por dominar os hebreus. Eles eram nômades e barbarizavam.

Segundo Juízes, capítulo 7, eles também eram muito numerosos e possuíam camelôs que os auxiliaram na dominação e sujeição de qualquer outro povo.

Esse mal a Israel não ocorreu a toa, mas sim porque os hebreus não haviam obedecido ao Senhor. Por conta disso, tornaram-se fracos e de fácil dominação pelos midianitas.

Diante de tanto sofrimento, Israel duplicou a Deus. Assim, Deus instrumentalizou Gideão com um exército para derrotar os midianita.

Quais as características mais marcantes de Gideão?

Gideão era um homem simples que jamais havia imaginado ser dotado de tal tarefa divina. Porém, foi toda a sua humildade que fez Deus o escolher.

Ele não iria escolher alguém que se colocava como superior aos outros, mas sim como seus irmãos.

Confira ainda: Quem foi Leviatã, segundo a Bíblia?

Mesmo Gideão pedindo a comprovação para Deus de que ele realmente era o escolhido, Deus concedeu aos seus caprichos e mostrou que sim. Realizou a comprovação para que o homem pudesse seguir o seu destino de libertador.

Diante das comprovações, apesar de relutante, Gideão tomou a missão. Sendo assim, além de ser simples e humilde, vemos outra de sua característica, alguém que é temente a Deus.

E assim seguiu Gideão que começou a juntar um numeroso exército para dirigir a libertação.

Gideão e os 300 homens

gideao e os 300 histpria

O líder nomeado por Deus conseguiu arregimentar milhares de homens para compor o seu exército. Porém, Deus deu uma nova ordem para eles e Gideão. Solicitou que todos aqueles que tivessem medo, voltassem para suas casas.

Diante dessa ordem, milhares de homens voltaram para suas casas. Restou menos da metade daqueles que Gideão tinha conseguido convocar.

Em seguida, Deus deu mais uma ordem para selecionar novamente os que deveriam compor o exército. Pediu que Gideão mandasse os homens beberem água. Aqueles que levassem a água até a boca com as mãos, também deveriam retornar para suas casas.

Confira também: Anjo da Morte: mito ou verdade?

Dessa maneira, sobraram somente 300. Isso ocorreu porque Deus também não queria um exército numeroso para que os homens depois retornassem dizendo que a vitória foi deles.

Novamente, Gideão estava inseguro se conseguiria. Mas Deus o orientou a espionar os midianitas. Quando fez isso, viu como os midianitas estavam com medo da chega de Gideão.

Seguindo as instruções de Deus, com 300 homens com fogo dentro de um vaso e com trombetas, dividiram-se em três grupos e conseguiram espantar o famoso exército dos midianitas.

Que lição podemos aprender com a história de Gideão?

Deus nos orienta sempre. Não se deve tentar compreender suas ordens com o raciocínio lógico, mas sim com a fé.

A partir do conto de Gideão, vemos que é Deus quem sabe das forças e como elas agirão. Sendo assim, aqueles que têm de que serão abençoados. Se o libertador de Israel tivesse contradito Deus com uma lógica militar, jamais teria libertado aquele povo e todos permaneceriam ainda escravos.

Foi também com a fé que Gideão percebeu que não precisava ficar se vangloriando de seus atos, mas que ele foi somente aluna capacitado por Deus.

Portanto, nunca devemos ficar nos exibindo, nos achando melhor que os outros, pois as graças que atingimos são frutos de nossa fé, são obras de Deus.

Deus também sabe de nossos medos, foi por isso que ordenou que todos os soldados que não queriam estar ali, que estivessem incomodados e com receio, voltassem para suas casas.

Da mesma maneira, ele sabia que aqueles que ficaram até o último processo de seleção eram aptos para conseguir o feito. Mesmo que a sociedade os julgasse como inferiores, Deus sabia que poderiam cumprir com a provação que ele colocava diante deles.

Veja ainda: Vale de Ossos Secos: veja como surgiu e quais lições ele nos deixou


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/admin/web/literatura-urgente.com.br/public_html/wp-includes/functions.php on line 4552

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/admin/web/literatura-urgente.com.br/public_html/wp-includes/functions.php on line 4552