Anjo da Morte: mito ou verdade?

O Anjo da Morte abriga o imaginário popular. Entretanto, antes de mais nada, é preciso esclarecer que Deus é o superior nos quesitos de morte e vida, logo, não é um anjo que é capaz de determiná-la.

Não há como responder exatamente se o Anjo da Morte é um mito ou uma verdade. Pois a existência de anjos incumbidos da morte está na Bíblia, porém, há algumas especificidades que nos mostrar como este termo não é possível de ser designado a um anjo.

Neste artigo, vamos destrinchar o que é o Anjo da Morte, como ele está presente na Bíblia e qual o seu significado.

anjo da morte

O que significa o termo anjo da morte e onde surgiu?

No linguajar popular, o Anjo da Morte significa aquele que irá matar a pessoa. Ele estaria incumbido de levar a pessoa.

Essa referência procede principalmente da Bíblia, quando em determinadas passagens (Reis 19:35 e Samuel 24:15-17) aparece a imagem de um anjo e centenas de pessoas morrem.

Assim, podemos entender que este Anjo diz respeito à presença da morte. Sua aparição significa que muitos podem morrer em um determinado momento ou que muitas pessoas morrerão.

Leia: Oração da manhã baseada no pai nosso

Por conta disso, o Anjo da Morte adquiriu uma significação ruim em nossa sociedade que preza pela vida.

Sempre que você escutar alguém falando a respeito do Anjo da morte, tenha em mente de que se refere a algo ruim que pode vir a acontecer.

Nas passagens Bíblicas, costumeiramente, eles dizem respeito a grandes catástrofes que acontecem e geram a morte de muitas pessoas.

Existe passagem Bíblica que cita os anjos da morte?

O termo “Anjos da Morte” não pode ser localizado diretamente na Bíblia. Entretanto, há referências sobre anjos que vêm buscar as pessoas para a morte. Logo, eles ficaram conhecidos por esse termo.

Em Lucas 16:22 a passagem conta a morte de um mendigo que foi levado pelos anjos.

Muitas pessoas fazem a relação do Anjo da Morte com a passagem de Êxodo 12:29 em que é descrita a morte dos primogênitos no Egito.

No momento em que todos os primogênitos morreram, até mesmo o do Faraó, não há qualquer menção a um Anjo que teria realizado tal feito. Esta é uma leitura a posteriori. Quem realizou esse julgamento foi o próprio Senhor que, como já dissemos, é quem determina a vida e a morte.

Confira: Armaduras de Deus: seus significados e sua oração

Esses anjos que foram vistos pelas pessoas são enviados por Deus para que eles façam o que ele determinou. Sendo assim, podemos entender que os Anjos da Morte são a manifestação da vontade de Deus.

Assim, no lugar de usar o termo anjo da morte, o mais correto, segundo a Bíblia, seria chamá-los de anjo do senhor. Mesmo que eles venham levar alguém.

Anjos da morte podem nos fazer mal?

Os Anjos da Morte realizam a justiça de Deus. Portanto, eles não podem nos fazer mal.

Entretanto, esse mal é relativo, visto que, pode levar a morte de alguém e esse alguém pode ser muito querido para muitas pessoas.

Mas ele é uma forma da justiça divina ser promovida na Terra.

Como vimos, ele também deve ser entendido como o Anjo do Senhor. Aquele que é um enviado que fará a sua vontade.

Dessa maneira, não podemos compreendê-lo que ele faz algum mal para as pessoas. É preciso compreender para além da vida terrena para entender os propósitos divinos.

Os Anjos podem provocar outro tipo de mal. Isso ocorre quando os fiéis perdem seu tempo venerando a eles e não ao Senhor.

Um exemplo, seria alguém que, com medo de morrer, comece a venerar os chamados Anjos da Morte na tentativa de postergar sua ida.

Entretanto, isso é um erro e um mal que o fiel comete. O correto e indicado é que sempre se venere a Deus.

Assim, como se sabe, o mais indicado é sempre evitar uma vida com vícios e pautada nos pecados. Mas ao seguir as palavras do Senhor não há o que temer, e nem mesmo lago irá te fazer mal, serão apenas fases de seu próprio crescimento.

Afinal de contas, nenhuma pessoa é capaz de prolongar o seu destino. Deus realiza a sua justiça.

Veja ainda:
Blasfêmia tem perdão? O que significa blasfemar contra Deus?