9 Versículos sobre Dízimos e Ofertas no antigo e novo testamento

Ainda há muitos debates que abordam as diferenças entre dízimos e ofertas. Quando se ouve as expressões, ligadas ao sentimento de dar ou doar, vem à mente uma possível discussão sobre o que significam. Mesmo que tenham o mesmo objetivo de oferecer ou ofertar, há diferenças lógicas em seus significados.

Certamente, você já ouviu a expressão de muitas pessoas ao se referirem a separar o dízimo da igreja. Ou seja, um valor que pode ser semanal, quinzenal ou mensal, para ajudar a instituição religiosa. Ou então, separar um determinado valor para ofertar alguém ou algo.

Pode parecer confuso, pois o real objetivo dessas ações é auxiliar em algo, ajudar a terceiros ou alguma coisa, ou simplesmente dar, de afeto. Para ajudar na interpretação, confira na leitura como dízimos e ofertas se classificam, de acordo com suas propostas. Acompanhe a seguir.

Versículos sobre Dízimos

Qual a diferença entre dízimos e ofertas?

Para esclarecer essa diferença um tanto controversa em seus significados, vamos entender qual o propósito entre dízimos e ofertas. Para fins religiosos, contribuem-se ao ato de dar algo sem ter qualquer coisa em troca do oferecimento.

Para esclarecer melhor, vamos compreender as relações sobre os atos.

Ofertas

As ofertas são descritas como algo que não gera compromisso ao fazer. Não exige períodos para serem feitas, uma vez que são atos de caridade e dependem da boa ação e disposição do ofertante.

As ofertas envolvem dinheiro, bens materiais como roupas, sapatos e objetos de uso pessoal, materiais de construção e muitas outras coisas, além de dinheiro.

O objetivo é ajudar pessoas menos providas de recursos, que procuram as igrejas em suas comunidades, no objetivo de serem auxiliados com algum tipo de provento.

versiculos biblicos

Dízimos

O dízimo é uma contribuição compromissada, em que periodicamente a pessoa contribui com um valor determinado para ajudar causas comunitárias ou a própria igreja em que depositou sua ação.

Trata-se de doações provenientes do salário das pessoas, baseados em aspectos sociais em que cada participante contribuirá para ações de diversos aspectos daquela igreja e sua comunidade.

Por que eu devo devolver o dízimo e ofertas, segundo a Bíblia?

A Bíblia Sagrada intui ao ato de reconhecer a divisão e o gesto do compartilhamento.

Seu teor aborda a intenção de catequização e peregrinação de Jesus Cristo em levar suas palavras de ensinamentos aos povos. Os atos de praticas de boas ações, concedidos por milagres estendidos a diversas pessoas, retribuem ao ato de oferecer e partilhar coisas àqueles que necessitam de apoio e atenção.

Na questão filosófica sobre dízimos e ofertas, a Bíblia nos ensina que, por meios de gestos e ações para com os próximos, as pessoas que assim o conduzem serão abençoadas por suas atitudes de amor ao próximo e atenção aos semelhantes.

A Bíblia Sagrada não diz que há obrigações eternas em prestar dízimos e ofertas, mas para quem se atribui a fazer, está gerando satisfação a si e aos olhares de Deus e Jesus Cristo. Afinal, aqueles que são mais providos de recursos podem estender as mãos para os mais sacrificados.

E já que a igreja é peça fundamental nas comunidades, não deve ser de esquecimento poder atribuir a ajuda a essas instituições. Mas a cultura de ajudar as igrejas é incomum, principalmente em cidades com mais recursos, como as grandes metrópoles. Em cidades menores, há o costume de auxiliar mais as instituições.

9 Versículos sobre Dízimos e Ofertas mais marcantes da Bíblia Sagrada

A Bíblia Sagrada contém diversas passagens com informações sobre dízimos e ofertas, em que as pessoas deveriam se basear no intuito de prestar solidariedade aos que são mais necessitados. Confira alguns versículos para evangelizar:

Versículos de Ofertas

“Lembrem-se: aquele que semeia pouco também colherá pouco, e aquele que semeia com fartura também colherá fartamente.(2 Coríntios 9:6)

melhores versiculos ofertas

“Insensatos e cegos! Pois qual é maior: a oferta, ou o altar, que santifica a oferta?” (Mateus, 23:19)

“E se a sua oferta ao Senhor for holocausto de aves, oferecerá a sua oferta de rolas ou de pombinhos;” (Levítico, 1:14)

“Esta é a lei do holocausto, da oferta de alimentos, e da expiação do pecado, e da expiação da culpa, e da oferta das consagrações, e do sacrifício pacífico.” (Levítico, 7:37)

“A espádua da oferta alçada e o peito da oferta movida trarão com as ofertas queimadas de gordura, para oferecer por oferta movida perante o Senhor; o que será por estatuto perpétuo, para ti e para teus filhos contigo, como o Senhor tem ordenado.” (Levítico, 10:15)

Versículos sobre Dízimos

“Considerem a grandeza desse homem: até mesmo o patriarca Abraão lhe deu o dízimo dos despojos! A Lei requer dos sacerdotes entre os descendentes de Levi que recebam o dízimo do povo, isto é, dos seus irmãos, embora estes sejam descendentes de Abraão. Este homem, porém, que não pertencia à linhagem de Levi, recebeu os dízimos de Abraão e abençoou aquele que tinha as promessas. No primeiro caso, quem recebe o dízimo são homens mortais; no outro caso, é aquele de quem se declara que vive. Pode-se até dizer que Levi, que recebe os dízimos, entregou-os por meio de Abraão, pois, quando Melquisedeque se encontrou com Abraão, Levi ainda não havia sido gerado.” (Hebreus, 7:4-10)

“Tragam o dízimo todo ao depósito do templo, para que haja alimento em minha casa. Ponham-me à prova, diz o Senhor dos Exércitos, e vejam se não vou abrir as comportas dos céus e derrama-se o mar sobre vocês tantas bênçãos que nem terão onde guardá-las.” (Malaquias, 3:10)

“Então Melquisedeque, rei de Salém e sacerdote do Deus Altíssimo, trouxe pão e vinho e abençoou Abrão, dizendo: Bendito seja Abrão pelo Deus Altíssimo, Criador dos céus e da terra. E bendito seja o Deus Altíssimo, que entregou seus inimigos em suas mãos. E Abrão lhe deu o dízimo de tudo.” (Gênesis, 14:18-20)

“Quando tiverem separado o dízimo de tudo quanto produziram no terceiro ano, o ano do dízimo, entreguem-no ao levita, ao estrangeiro, ao órfão e à viúva, para que possam comer até saciar-se nas cidades de vocês.” (Deuteronômio, 26:12)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

COMPARTILHE!