Parábola dos talentos: qual sua importância e significado na bíblia?

A parábola dos talentos é uma das passagens bíblicas em que temos  muito a aprender para aplicar no nosso dia a dia. Isso porque ela nos mostra como ter atenção às oportunidades que Deus dá para nós sem nunca virar as costas para ela. 

Sendo assim, temos sempre de ser bons seguidores da palavra de Deus e verdadeiros. Pois quem não segue realmente não consegue perceber as oportunidades que o Senhor coloca diante deles. 

Assim, conheça mais sobre essa parábola tanto para aprender mais sobre os ensinamentos da Bíblia, como também para ter atenção à fé verdadeira. 

significado parabola dos talentos

Essa parábola consta em Mateus 25:14-15 e conta a história de um senhor e três servos. No caso, o senhor lhes dá um valor em dinheiro para que façam investimentos enquanto ele fará uma viagem. 

Parábola dos talentos na Bíblia

Na parábola dos talentos na Bíblia, vemos uma situação cotidiana que tem muito a nos ensinar. Nela nos é apresentada a história de um homem rico que dá seus bens para três de seus servos. 

Assim, deu para um de seus servos 5 talentos. Para o outro deu 2 talentos. E para o último somente 1 talento. 

Em seguida, o homem partiu para a sua viagem. Mas antes orientou seus servos que deveriam realizar um empreendimento e que poderiam multiplicar esses talentos. Entretanto, depois haveria um acerto de contas. 

Assim, o primeiro que teve os 5 talentos, empreendeu e os multiplicou em mais 5.

Da mesma maneira fez o que tinha ganho 2 talentos. Dessa maneira, recolheram os frutos do trabalho duro enquanto o que tinha somente 1 talento ficou apenas descansando enquanto o senhor viajava.

Mas o que tinha somente um talento, por medo do acerto de contas, acabou enterrando o seu talento para que pudesse devolver ao seu senhor e assim não perdesse nada. 

Quando o senhor finalmente voltou, os dois primeiros servos apresentaram para ele o que tinham ganho com muito trabalho.

O terceiro que tinha somente um talento apresentou para o seu mestre e explicou que o deixou enterrado. 

O senhor não teve dúvida e falou que o servo era preguiçoso. Assim, tomou o talento do servo.  

Significado da parábola dos talentos

resumo da parabola dos talentos

No caso da parábola, talentos era o dinheiro empregado naquela época. Entretanto, não precisamos entender somente como uma quantia de dinheiro, mas sim em um sentido mais amplo de habilidades e dons que Deus nos deu. 

O significado da parábola dos talentos é que precisamos empreender. Se apenas guardarmos o nosso talento, ele será tomado de nós. 

Assim, Deus não nos dá um bem para que guardemos ele e o deixemos escondido. Precisamos fazer algo em que estará a própria glória ao senhor. Somente empreendendo é possível multiplicar tudo o que temos.

Se um talento que Deus nos dá não é bem utilizado, isso significa que não o queremos, ou que estamos virando as costas para esse dom. 

Assim, nunca deixe de olhar para os seus próprios talentos e empreender com eles. 

Além disso, não se trata somente de empreender nas questões financeiras, mas também de empreender em todos os sentidos de nossas vidas. Se temos uma habilidade, devemos fazer algo com ela. 

É sempre preciso dar o melhor de si em tudo o que fazemos que Deus irá trazer outras graças para nós. Não se pode ter medo, mas sim enfrentar e empreender da melhor maneira possível.

Afinal de contas, o que fez com que o terceiro homem não fizesse nada foi somente o medo. O medo do fracasso faz com que muitas pessoas não realizem as atividades que querem.   

Reflexão sobre a parábola dos talentos nos dias de hoje

Deus sempre te dará em dobro todo o esforço que você empreende. Assim, é preciso glorificar os talentos que ele te dá. 

Não se pode esperar que as coisas irão acontecer do nada, mas isso depende do que você faz para que elas aconteçam. 

Todos nós precisamos fazer render aquilo que temos. É assim que podemos fazer frutificar tudo o que temos.

E, para aqueles que estão precisando, a parábola dos talentos pode ser compreendida também como uma verdadeira lição financeira. 

Este é um conto de como é possível prosperar e multiplicar os valores. Um dos fatos principais é que se deve trabalhar muito para que isso aconteça. 

Além disso, o que os servos receberam eram aquilo que eram capaz de ter. Ou seja, não mereciam nem a mais nem a menos de acordo com o que o senhor lhes deu. 

Assim, é com o esforço deles que a riqueza aumenta. Ela não veio de maneira vã, isso porque eles tinham o que precisavam.

E quem determina o que se poderá receber é a própria pessoa, pois é ela mesma que fará o investimento. 

Além disso, não se pode esquecer que tudo o que temos não é nosso, mas é emprestado por Deus.

Nós somos apenas administradores dos bens de Cristo. Por isso, precisamos fazer com que o que temos cresça, para assim também demonstrar a glória e também o cuidado com a nossa fé

Dinâmica sobre a parábola dos talentos para evangelização infantil

A parábola dos talentos pode ser usada na evangelização infantil por meio de atividades físicas. 

Dinâmica 1

Pode-se mostrar como alguém com a mão amarrada terá dificuldades para realizar algumas atividades, mas ele pode dar um jeito de fazer algumas coisas. 

E aquele que estiver com as mãos livres, pode fazer muito mais coisas. Mas será que ele realmente aproveita as mãos livres e empreende com elas?

Assim, é possível levantar essa reflexão para que as crianças entendam a importância dos talentos que o Senhor nos dá. 

Dinâmica 2 

Outra dinâmica que é possível de ser aplicada é as crianças comentarem cada uma suas habilidades. Assim, pode-se perguntar para elas o que elas fazem para aprimorar as suas próprias habilidades. 

Dessa maneira, também é possível instruí-las de que aquelas que não fazem nada para melhorar as suas habilidades não descobrirão nem mesmo quais elas são.