Tudo o que você precisa saber sobre o 13º signo no Zodíaco

Defendida pela astronomia e repudiada pela astrologia – se valendo da informação de que as duas áreas são distintas – a ideia de que existe um 13º signo no Zodíaco divide opiniões.

Antes de entrarmos nesse mérito, precisamos compreender um pouco sobre astrologia, que vai muito além de horóscopos românticos e vídeos engraçados.

Para muitas pessoas a astrologia é levada a sério, ela envolve acontecimentos celestes e cálculos, bastante distante do que costumamos ver em sites e perfis em redes sociais, com algumas ressalvas, obviamente.

O que são signos?

Os signos do Zodíaco podem ser representados por constelações que estão dentro de um círculo de 360 graus.

Cada signo ou constelação representa 30 graus dentro do círculo chamado de zodiacal, a conta é simples, 360 (graus) dividido por 12 (signos) dá o total de 30.

Dentro de cada 30 graus pode existir diversas constelações, a constelação mais extensa, ou importante dentro desse raio recebe o nome de um signo.

simbolos do zodiaco

Quem criou o círculo zodiacal 

A observação dos astros a partir de um círculo é uma ideia criada por povos antigos, primeiramente pelos babilônios, egípcios e gregos, há cerca de 5 anos antes de Cristo.

Para a criação do conceito, que até os dias atuais é estudado por muitos, foi preciso fundir as especialidades de cada um dos povos mencionados acima. Os pioneiros foram os egípcios, responsáveis pela criação dos 12 signos, em seguida os egípcios entregaram significativa contribuição para a questão, através dos seus saberes matemáticos.

Os últimos a “chegarem” foram os gregos, que moldaram os mitos babilônicos, criando suas próprias divindades e associando-as aos astros começaram a difundir a ideia pelo sul da Europa, posteriormente por todo o mundo.

Os 12 signos do zodíaco 

Os 12 signos do zodíaco são:

  • Áries (Arietis)
  • Touro (Tauri)
  • Gêmeos (Gemini)
  • Câncer (Cancri)
  • Leão (Leonis)
  • Virgem (Virgo)
  • Libra (Librae)
  • Escorpião (Scorpii)
  • Sagitário (Sagittarii)
  • Capricórnio (Capricorni)
  • Aquário (Aquarius)
  • Peixes (Piscium)

O 13ª Signo 

A existência de um 13ª signo mudaria todo o zodíaco, milênios de estudos sobre astrologias seriam jogados por terra, e muitas pessoas correm o risco de descobrir que o signo que acreditou ser a vida inteira, no final não era o verdadeiro.

De acordo com Antonio Facciollo Neto, Diretor e Fundador do Instituto Paulista de Astrologia, os 360 graus do círculo zodiacal deve ser dividido em 12, pois segundo ele “12 é o número ideal para se dividir um ciclo, é o número mais divisível que existe”.

Além disso, o astrólogo acredita que pensar astrologia somente do ponto de vista das constelações é um erro, pois para especialistas na área, o círculo vai além disso, é também um “ciclo vital que vai ter as mesmas direções em qualquer zodíaco”.

Facciollo também explicou o porquê de ser errôneo estudar os signos usando como base somente as constelações. Segundo ele as constelações possuem extensões diferentes, existem signos de 51 graus e outros de 51, por exemplo. Por isso não é correto usar somente o “zodíaco de constelações”.

Para ele, o correto é usar o círculo e o ciclo, e o ciclo começa quando se indica as estações do ano, que é na  primavera no Hemisfério Norte, pois do ponto de vista astrológico o norte é predominante.

Já para o astrônomo Amaro Seixas Ribeiro Neto (1924/1984) existe sim um 13ª signo. O seu nome é Ofiúco e ele fica entre Escorpião e Sagitário. Trata-se de uma grande constelação que também pode ser chamada de Serpentário.

O mito grego se associa ao deus da medicina Esculápio, que seria filho de Apolo com Coronis. Segundo a mitologia, Esculápio cuidou do sagitariano Centauro usando ervas medicinais e realizando cirurgias que ele mesmo estudava.

O astrônomo Seixas Netto escreveu sobre o assunto no livro “O Zodíaco”, vejamos um trecho:

“Em realidade, o Zodíaco atual tem treze constelações. Desde 1952, temos adotado esta Constelação Zodiacal em nossos estudos, criando assim o Zodíaco perfeito e exato sobre a Eclíptica. Esta descoberta decorreu duma análise profunda do curso do Sol zodiacal, e deste modo propusemos a sua notação na Faixa Zodiacal bem como criamos o seu signo, publicado na Imprensa para registro. Pode observar-se que o Sol, no Zodíaco, percorre pequena parte do Escorpião e logo entra no Ofiúco, para depois ingressar em Sagitário.”

Tipos de zodíaco 

Em ambas as áreas, astrologia e astronomia, os estudos são amplos e parecem não ter fim.

Com muitas especificidades e espaço para o levantamento de dúvidas, elas vão agregando valores para as pessoas e abrindo os conhecimentos sobre variados temas inerentes ao ser humano e o céu.

Por este motivo ainda não existe definição se de fato existe um 13ª signo no Zodíaco. O que se sabe até o momento é que existem vários tipos de zodíaco.

Além das constelações, outras questões são consideráveis para se entender sobre os astros. É preciso estudar e valorizar o tempo (cronos) e o espaço (distância) em que os signos estão inseridos.

Vamos conhecer alguns tipos diferentes de zodíaco.

13 signo do zodiaco

Zodíaco sinódico 

Tendo em vista que os astros se locomovem, por isso podem ser vistos ou não pelo ser humano. O período sinódico marca o tempo que um determinado astro leva para aparecer em um mesmo lugar.

O Zodíaco sinódico considera duas conjunções importantes para essa observação, Sol e Lua. ele sempre começa no lugar da Lua Nova

Zodíaco terrestre 

O Zodíaco terrestre usa como base o planeta Terra. Ele inicia seu ciclo na aurora (madrugada) de qualquer ponto. Assim como o zodíaco tradicional, ele também é dividido em 12 partes.

Horóscopo no mundo

A astrologia não se apegou a somente um conceito, o inicial babilónico, egípicio e grego, mesmo ele sendo a base, mas foi introduzido em diversas culturas.

O horóscopo é um diagrama redondo, usado como base para que os astrólogos possam realizar seus cálculos com maior previsão. Nele os signos ganham símbolos.

Existem variados tipos de horóscopos espalhados pelo mundo. Vejamos alguns.

Horóscopo Árabe 

As questões astrológicas são levadas a sério por muitos árabes que receberam influência da Pérsia. O horóscopo árabe é composto por 12 armas:  funda, machado, punhal, clava, maça de ferro, facão, espada, faca, corrente, punhal, arco e lança.

Horóscopo Maia 

Baseado nas fases da Lua no horóscopo dos povos maias existem 12 signos, eles recebem nomes de animais, sendo: morcego, escorpião, veado, coruja, pavão-real, lagarto, gorila, falcão, jaguar, raposa, cobra, esquilo e tartaruga.

Cigano 

O horóscopo cigano considera os 12 signos tradicionais, porém os associa ao poder do minério terrestre, por este motivo, eles recebem nome de metais.

São eles: punhal, coroa, candeeira, roda, estrela, sino, moeda, adaga, machado, ferradura, taça e capela.

Outros horóscopos 

  • Índigena
  • Chinês
  • Orixás
  • Árvore

O 13º signo do Zodíaco existe ou não existe?

Como podemos perceber o 13ª signo do Zodíaco não existe para nenhuma outra cultura astrológica, entretanto seria imprudente afirmar ou descartar sua existência, visto que a astrologia é um estudo contínuo, que não oferece precisão em nada, embora se baseie em cálculos exatos, ainda não é tida como uma ciência, diferentemente da astronomia que é ciência, mas nem por isso tem o poder de alterar um estudo de milênios sem apontar provas cabais, suficientes para desmontar todo um sistema que há séculos caminha junto a humanidade.

Outro fator que deve ser considerado é o fato de a astrologia não estar associada somente aos astros, como abranger outras áreas como psicologia, história, geografia, filosofia, numerologia, misticismo, ocultismo, entre outras especificidades difíceis de serem comprovadas, por serem áreas correlacionadas a espiritualidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

COMPARTILHE!